Lesões locomotoras? Exercícios terapêuticos podem ajudar!

Texto por M. V. Esp. Mhayara Reusing

Muitas lesões ortopédicas (ósseas, musculares, articulares) ou neurológicas (medulares, cerebrais, nervos periféricos) requerem a realização de exercícios terapêuticos para auxiliar na recuperação do animal. Para a correta indicação e realização dos mesmos, os exercícios terapêuticos devem ser recomendados por médicos veterinários, de preferência da área de reabilitação animal. O domínio das estruturas anatômicas, funcionais e biomecânicas, bem como o conhecimento de cada patologia e suas implicações são requisitos fundamentais para a prática correta de exercícios terapêuticos. Nesse post, vamos apresentar os principais exercícios realizados na rotina da reabilitação animal. Consulte-nos para mais informações, sempre que necessário. Para começar, vamos dividir em exercícios passivos e ativos:

Exercícios passivos: são aqueles realizados sem o comando do animal, ou seja, passivamente. O terapeuta realiza os movimentos (que podem ser indicados para casa em muitos casos) e o paciente recebe os movimentos, que não devem provocar dor. Os exercícios passivos trazem os seguintes benefícios: prevenção de contraturas musculares, aderências capsulares, manutenção da nutrição da cartilagem, integridade articular, tecidos moles e elasticidade muscular, bem como dos padrões cinestésicos do movimento, além da estimulação do sistema circulatório local (auxiliando o processo cicatricial).

  • Mobilização passiva: movimentos de flexão ou extensão articular, sem contração da musculatura. Gera benefícios como melhora da lubrificação articular, por ativar a produção de líquido sinovial (responsável pela nutrição da cartilagem articular).
  • Alongamentos: posicionamento na amplitude máxima de movimento, segurando-se nessa posição por 15-20 segundos. Melhora a amplitude de movimento e previne lesões.

Exercícios ativos: são aqueles que utilizam a ativação da musculatura do paciente, ou seja, o cão ou gato irá fazer comandos para realizar os movimentos. Na medicina veterinária, induzimos algumas contrações através da isometria, em que não há movimentação articular, apenas contração da musculatura, sendo considerados passivos-ativos, pois devem ser induzidos primeiramente, e o animal responder na sequência de forma ativa. Esses aparatos ajudam na sustentação de animais com dificuldade para ficar em pé (posição de estação):

  • Tábua de propriocepção
  • Bola russa
  • Rolinhos 

Confira os links com vídeos demonstrativos:

Hidroesteira: https://www.youtube.com/watch?v=UnLFMpYeTek

Mobilização passiva em cão tetraplégico: https://www.youtube.com/watch?v=8RcDmQzjoYk&t=8s

Exercícios ativos: https://www.youtube.com/watch?v=1y_LQJjms-E

A partir do posicionamento do animalzinho nesses aparatos é possível estimular reflexos e contrações isométricas para promover o fortalecimento muscular ativo e enviar estímulos sensoriais e motores ao sistema nervoso central.

Animais que precisam ampliar movimentos articulares podem ser auxiliados e conduzidos em pistas de obstáculos com cones e cavaletes, nas quais o animal aumenta ativamente a flexão dos membros para poder passar pelos obstáculos, que podem ser dispostos de forma que o animal realize caminhada em ziguezague para aprimorar o equilíbrio. Exercícios de senta e levanta e de dança são indicados para o fortalecimento dos membros pélvicos (patas traseiras), enquanto carrinho de mão pode ajudar no fortalecimento dos membros torácicos (patas dianteiras). Esses exercícios não devem ser realizados por conta própria, somente com a indicação de um profissional médico veterinário habilitado. 

Hidroesteira:

Além dos exercícios, indica-se a realização de estímulos proprioceptivos, que auxiliam na consciência corporal. Esses estímulos podem se dar através de estímulos táteis como escovação interdigital e nos membros, percussão, massagem, e do frio e do calor com compressas a temperaturas agradáveis nos membros, além da permanência em superfícies com diferentes texturas.

Agende uma consulta para seu animal ser avaliado e receba as orientações ideais sobre quais exercícios podem ajudá-lo! Entre em contato conosco via “Botão do WhatsApp”, formulário de contato ou telefone (41) 3039-0216.