Estamos quase no início do inverno e chegou a hora de começarmos a procurar como nos manter aquecidos nessa estação. Além de prepararmos para o frio, precisamos ter uma atenção redobrada com os nossos pets.

Afinal, eles também sofrem com a queda de temperatura e com o aparecimento de doenças, como a gripe ou pneumonias, além da maior incidência de dores articulares.

Apesar disso, existem raças que possuem um organismo preparado para enfrentar épocas de frio, como o Husky siberiano e Samoieda. Porém, tomar medidas para evitar que o seu pet sinta frio é muito importante.

Hoje, iremos falar mais sobre os cuidados para tomar com o seu animalzinho nessa época do ano.

  1. Mantenha a vacinação contra a gripe em dia

A gripe é frequente em épocas de frio rigoroso, tanto para os humanos, quanto para os animais, e isso acontece porque diminuímos a circulação do ar em ambientes quando fechamos as janelas com mais frequência, o que acaba facilitando a transmissão do vírus para outros pets. A tosse dos canis ou “gripe canina” é mais facilmente transmitida com a proximidade de outros animais infectados no mesmo ambiente.

Lembre-se que vacinar é necessário em qualquer época do ano para prevenir o surgimento de doenças nos nossos animais. Vacinar é um ato de amor.

  1. Agasalhe o seu pet

As roupinhas podem deixar o seu pet mais fofo, temos que concordar. Mas elas também são recomendadas para deixá-los quentinhos nos dias mais frios. Na hora de escolher um agasalho para o pet, priorize roupas que não os impeçam de se movimentarem, é preciso que seja confortável. Aliás, lembre-se de lavar a roupa com frequência para evitar a proliferação de ácaros, por exemplo.

Não se esqueça de forrar corretamente o local em que o seu pet dorme, mantendo seco e com cobertores.

  1. Não passeie em horários mais frios

Os animais não gostam de sentir frio enquanto passeiam, sem contar que pode deixá-los doentes, por afetar a imunidade. Por isso, passeie em horários com temperaturas mais amenas, como a tarde entre 12h e 16h, desde que não sejam em dias de sol forte, para evitar lesões nos coxins, as almofadinhas das patas.

Aliás, aproveite para estimular atividades dentro de casa, já que os pets podem ficar mais preguiçosos durante o inverno. Aposte tanto em passeios, quanto em brincadeiras dentro de casa, como mordedores e comedouros inteligentes.

  1. Proporcione um local quentinho

Gostamos de mimar nossos animais, isso inclui deixar um abrigo aconchegante contendo cobertores para mantê-los aquecidos. Para saber se o seu pet está com muito frio, observe a forma como ele dorme, caso esteja encolhido é um sinal de que ele está tentando se aquecer.

 

  1. Atenção aos sinais de hipotermia

A hipotermia é um caso muito sério e deve ser uma preocupação quando estamos para enfrentar queda nas temperaturas, principalmente com filhotes. Alguns dos sinais são: tremores, pupilas dilatadas e fixas, agitação, postura encolhida e apatia (sonolência e sem energia).

Caso note alguns desses sinais, forneça cobertores, bolsas de água quente ou aquecedores de ambiente para o animal.

  1. No pós banho, seque bem

A exposição do animal à umidade pode facilitar a obter problemas de pele e de respiração devido ao contato com micro-organismos. No verão não notamos essa proliferação em grande quantidade, porém, no inverno, os pelos demoram mais tempo para secar naturalmente. Procure dar banhos nos horários mais quentes do dia, seguido de máxima secagem com toalhas de alta absorção, bem como uso de secadores na temperatura intermediária e com movimentos constantes para evitar queimaduras.

  1. Diminua a quantidade de tosas

No verão, os donos se preocupam com a tosa e em formas de refrescar o seu pet. No inverno buscamos dicas de como protegê-los e como mantê-los aquecidos.

Como a pelagem é uma barreira natural do cachorro contra o frio é recomendado aumentar o intervalo entre as tosas. O que não quer dizer que o seu amigão se livrará da tosa higiênica, essas devem ser mantidas. E você deve manter a escovação dos pelos, principalmente em animais de pelo médio e longo para evitar a formação de nós.

 

São cuidados simples, mas que podem ajudar o seu pet a ficar quentinho nesse inverno. Aproveite para acompanhar todos os conteúdos da Iranimal no Instagram, Facebook, Youtube e em nosso blog.